10 anos sem a Lehman Brothers...

Atualizado: 26 de Fev de 2019

Aos 15 de setembro de 2008, a Lehman Brothers quebrou e o mundo mudou.

Lehman Brothers, fundado em 1850 por três irmãos Lehman, foi um dos "Bulge Bracket Investment Banks", um termo que denomina os maiores e mais rentáveis bancos de investimentos com escala global. Os outros bancos que se enquadravam nessa definição eram: Goldman Sachs, Barclays Capital, Credit Suisse, Deutsche Bank, JPMorgan Chase, Citigroup, Morgan Stanley, e UBS (esta lista está aberta para discussão). A Vault 2008 colocava a Lehman Brothers como 4a mais prestigiosa instituição financeira.



Aos 15 de setembro de 2008, a Lehman Brothers quebrou e o mundo mudou.

Lehman Brothers, fundado em 1850 por três irmãos Lehman, foi um dos "Bulge Bracket Investment Banks", um termo que denomina os maiores e mais rentáveis bancos de investimentos com escala global. Os outros bancos que se enquadravam nessa definição eram: Goldman Sachs, Barclays Capital, Credit Suisse, Deutsche Bank, JPMorgan Chase, Citigroup, Morgan Stanley, e UBS (esta lista está aberta para discussão). A Vault 2008 colocava a Lehman Brothers como 4a mais prestigiosa instituição financeira.


A Lehman Brothers não era tanto uma referência para M&A ou ECM, mas era reconhecidamente prestigiosa em outras áreas como sales, trading e structured finance. A Lehman Brothers terminou 2007 em #7 no ranking global de M&A - o que não é nada mal.




Mas 2008 se provou ser um ano bem diferente. Em 16 de março, o JP Morgan comprou forçadamente o Bear Sterns - uma demonstração do que estaria por vir. Foi uma tempestade de péssimas notícias, pessimismo e retração... Estamos em 1929 novamente? Um domingo, dia 14 de setembro daquele ano, a Merrill Lynch anunciou sua venda para o Bank of America, enquanto a Lehman Brothers se preparava para arquivar o pedido de falência - eles não tiveram a sorte de encontrar um comprador. "Quem será o próximo?"


Os investidores intensificaram vendas a descoberto: quando você vende uma ação que não tem na expectativa que seu preço caia e você a recompre mais barato. O mercado estava sem liquidez e caindo muito rapidamente. A SEC (Security Exchange Comission) suspendeu as vendas a descoberto de 799 empresas financeiras de 19/Set/08 a 02/Out/08 para conter esse movimento. "Quem será o próximo??"


Que dias! Era difícil trabalhar! Passava-se mais tempo especulando quem seria o próximo banco a quebrar do que trabalhando (não que tivéssemos muito trabalho). Mas onde tem crise tem oportunidades - também especulávamos o que comprar. Certamente poucos fizeram, mas seria uma boa ideia comprar ações de todos os bancos... uns se provariam baratos, outros caros...


Havia a perspectiva daqueles que trabalham com Fusões & Aquisições: quem vai comprar quem? Sugerímos ao Banco Itaú comprar o Morgan Stanley - sim, era possível. Não tiveram estômago... Apresentamos outras ideias como esta para outros bancos - "interesting times".


Mas aquele tempo não foi tão interessante para os 25.000 funcionários da Lehman Brothers que perderam seus empregos. O investimento de cerca de USD85 bi em investimentos com lastro em imóveis (mortgage-backed securities) era 4x seu patrimônio líquido, ou seja, uma deterioração de 25% no seu valor era suficiente para quebrar o banco. Como não se desfaz uma posição deste tamanho rapidamente, o banco estava fragilizado. Seus prejuízos no segundo trimestre daquele ano sinalizava problemas. O banco iniciou uma séria restruturação e plano de venda de unidades de negócios. Negociou a venda do banco inteiro quando a solução proposta não foi suficiente. O último suspiro ficou nas mãos do Korean Development Bank, que no dia 09 de setembro declinou interesse em comprar a Lehman Brothers. O que havia sobrado da ação do Lehman Brothers, deixou de ser. Sobrava apenas USD1 bi em caixa para financiar os últimos dias.


No último fim de semana, Barclay's e Bank of America ainda consideraram comprar o banco, mas desistiram. Segunda-feria, dia 15 de setembro de 2008, Lehman Brothers declarava falência e mudaria a história do mundo.


Faça parte do meu grupo de "M&A & Valuation Aplicados".


Recebi no WhatsApp... achei interessante:


Today is the 10th anniversary of the Lehman bankruptcy. This is how stocks closed on that day...
S&P 500: -5%
Wells Fargo: -10%
JP Morgan: -10%
Goldman Sachs: -12%
Morgan Stanley: -14%
Citigroup: -15%
Bank of America: -21%
Lehman Brothers: -99.4%
Today is the 10th anniversary of the Lehman bankruptcy. Returns if you bought stocks at the close that day and held to today...
JP Morgan: +285%
S&P 500: +198%
Wells Fargo: +126%
Goldman Sachs: +93%
Morgan Stanley: +75%
Bank of America: +27%
Citigroup: -51%
Tech stock returns since the Lehman bankruptcy 10 years ago today...
Netflix: +8,978%
Nvidia: +3,112%
Amazon: +2,447%
Apple: +1,160%
Salesforce: +1,050%
Adobe: +621%
Microsoft: +443%
Google: +443%
S&P: +198%

Fontes:

Junte-se ao nosso grupo de Valuation & M&A Aplicados no LinkedIn.


José Securato é Sócio-Fundador da Saint Paul Advisors, uma boutique de M&A.


Quer publicar com a gente? Envie seu artigo para Investmentbanking.com.br@gmail.com

24 visualizações

Contate-nos

Faça parte do nosso Mailing

Nos acompanhe nas Mídias Sociais

  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Instagram Ícone