E o downgrade da Petrobras?

Atualizado: 26 de Fev de 2019

Seguindo o rebaixamento do Brasil, anunciaram o rebaixamento da Petrobras (entre outras tantas).


Quem já assistiu à minha aula de Mercado de Capitais na Saint Paul Escola de Negócios me viu produzir um gráfico da curva dos bonds onde comparo o yield (taxa corrente de juros do bond) vs. duration (o prazo médio do Bond): a estrutura temporal da curva de juros (neste caso) dos bonds BBB.


No gráfico acima, segue a curva real, feita com todos os bonds listados no e*trade com rating BBB-, BBB e BBB+ (mais de 3 mil bonds). Vê-se bem o formato da curva que serve como benchmark: quem está acima, está pagando mais juros; quem está abaixo, está pagando menos juros (em relação à média, é claro, ou seja, a curva).


Aquele pontinho lá em cima é um dos bonds da Petrobras, o mais alto de todos, à esquerda. O gráfico mostra que o mercado já havia downgraded a Petrobras, pois do contrário ela deveria estar mais próxima da média (da curva).


Mas agora é oficial: Petrobras não é grau de investimento segundo a S&P


"A nota da Petrobras em moeda estrangeira foi cortada em dois degraus, de "BBB-" para "BB", com perspectiva negativa --o que significa possível novo corte em breve."

Do UOL, em São Paulo, 10/09/2015, às 17h14 > Atualizada 10/09/2015, às 19h36 - veja a íntegra...


http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/09/10/apos-rebaixar-o-brasil-agencia-de-risco-corta-nota-de-empresas.htm


José Securato é Sócio-Fundador da Saint Paul Advisors, uma boutique de M&A.


Quer publicar com a gente? Envie seu artigo para Investmentbanking.com.br@gmail.com

5 visualizações

Contate-nos

Faça parte do nosso Mailing

Nos acompanhe nas Mídias Sociais

  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Instagram Ícone